26 de jun de 2011

Alces

Torquato. Torquato talvez seja um nome exato. Ou não. Qual a importância da exatidão? Tudo late quando o Piauí se faz Arte. O cotidiano é sempre desastre. Ou não. Quando o olhar fala mais do que guarda-sóis carregados como se fossem hastes, não há dúvida: estamos diante de muitos Alces. Eles se multiplicam na presença calada, argumentada, retirada, ousada, delicada de um só vinte e três anos, inúmeros Sartres. Sou embate. Aliás, nunca sou. Contradição? Talvez não. Apenas deixo-me fabricar partes. De um só coração: aquele que arde. Somos inúmeras e delirantes tardes. Martes? 

 Alex Moreira Carvalho, 2006

Nenhum comentário: